Notícia

Câmara Municipal da Lousã aprova voto de pesar pelo falecimento de António Arnaut


[+] Ampliar
Voto aprovado por unanimidade e remetido à Comissão Municipal de Toponímia.
O Executivo Municipal aprovou, por unanimidade, um voto de pesar pelo falecimento, de António Arnaut, tendo este voto também sido remetido à Comissão Municipal de Toponímia, para eventual reconhecimento público com a atribuição do seu nome a uma rua do Concelho
António Arnaut nasceu na Cumeeira, concelho de Penela, a 28 de janeiro de 1936.
Revelou-se, desde jovem, opositor à ditadura do Estado Novo, tendo integrado a comissão da candidatura de Humberto Delgado, em Coimbra, em 1958. 
Foi candidato à Assembleia da República, pelo círculo de Coimbra, integrando a Comissão Democrática Eleitoral, nas eleições legislativas de 1969. Opositor ao regime foi assinalado pela PIDE, recrutado e enviado para Angola, para Nambuangongo.
Militante socialista desde 1966, na Ação Socialista Portuguesa, integrou, em 1973, o grupo que fundou o Partido Socialista em Bad Munstereifel, tendo sido seu dirigente até 1983.
Entre 1975 e 1983, foi deputado pelo Partido Socialista à Assembleia Constituinte e à Assembleia da República, da qual chegou a ser Vice-presidente.
Em 1978, enquanto membro do II Governo Constitucional liderado por Mário Soares, com a pasta dos Assuntos Sociais, lançou o Serviço Nacional de Saúde - causa que defendeu em toda a sua vida, conseguindo que os cuidados médicos fossem um direito de todos.
Em 1983 decidiu deixar a política ativa e regressar a Coimbra e à advocacia.
Foi Presidente do Conselho Distrital de Coimbra da Ordem dos Advogados, de quem, em 2007, recebeu a Medalha de Honra.
A 25 de abril de 2004, nas comemorações dos 30 anos da Revolução, foi agraciado com o grau de Grande Oficial da Ordem da Liberdade pelo Presidente da República, Jorge Sampaio e, em 2016, foi agraciado com a Grã-Cruz da Ordem da Liberdade, pelo Presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa.
Em 2014 foi distinguido com o grau de Doutor “Honoris Causa” pela Universidade de Coimbra.
Foi um cidadão empenhado na democracia e na justiça social, assumindo em pleno o lema que sempre o orientou – Liberdade, Igualdade e Fraternidade.
Partilhar no Facebook