Notícia

Peça “As Ineses que Hão em nós” levada a cena pelo grupo de Teatro Barraca Preta


[+] Ampliar
26 e 27 de maio no Cine Teatro
No próximo sábado, 26 de maio, pelas 21h30 e no dia seguinte, 27 de maio, pelas 17h, no Cineteatro da Lousã, vai ter lugar espetáculo de teatro “As Ineses que Hão em nós”, com encenação de Elisabete Ferreira, dinamizado pelo Grupo de Teatro Barraca Preta, da Efeitardósia – Associação de Dinamização Sócio-Cultural da Lousã.
“As Inêses que Hão em nós” convive com espectros do passado, pondo em cena os desvios de práticas e costumes sociais do presente, refletindo em como as fantasias, aliadas à agilidade e agudeza femininas, sempre se vão sobrepondo às amarras que fazem a mulher refém daqueles que, pela astúcia a não vencem, mas sim, e sempre, só pela força e num envolvimento atemporal, cómico e desconcertante.
A peça baseia-se no texto de Gil Vicente “Farsa de Inês Pereira”, escrito em 1523, sob o mote “mais vale asno que me leve que cavalo que me derrube” e é uma comédia de costumes que retrata o comportamento amoral da degradante sociedade da época e que critica a leviandade das raparigas que pretendem ascender socialmente através do casamento. Conta a História que Gil Vicente tinha sido acusado de plagiar obras de um autor espanhol Juan del Encina.
Para se defender e demonstrar o quanto estavam enganados, pediu que lhe dessem um tema para que ele pudesse escrever uma peça. Foi-lhe dado o mote “mais vale asno que me leve que cavalo que me derrube”, de que resultou uma peça que é considerada uma das suas mais divertidas e humanistas.
Com um número reduzido de personagens e de atores, com uma intriga relativamente simples, á semelhança da generalidade dos seus textos é uma fonte rica para se entender a língua e sociedade portuguesa do século XVI, com os seus pensamentos, costumes e vícios.
Trata-se de uma peça de teatro para o público em geral, e para os alunos em particular, nomeadamente os alunos de 3º ciclo e secundário, pois Gil Vicente faz parte do currículo destes ciclos de ensino.
Os bilhetes estarão disponíveis a partir do dia 21 na Biblioteca Municipal Comendador Montenegro e sujeitos à lotação da sala.
Partilhar no Facebook